A dona de casa Diodina Ribeiro da Silva, de 84 anos, morreu carbonizada na madrugada desta quarta-feira, 11, em Goiânia, após um incêndio tomar conta da casa onde ela vivia no Setor Pedro Ludovico, região sul da capital. O fogo começou por volta das 3 horas quando a mulher estava sozinha em casa. Ainda não há informações sobre os motivos que levaram a residência, localizada na Alameda Leopoldo de Bulhões, a ser tomada pelas chamas.

Cinco viaturas do Corpo de Bombeiros (CB) estiveram no local para combater as chamas. Conforme o tenente CB Lindomar Lourenço da Silva quando as equipes de salvamento chegaram à residência havia muito fogo e parte do teto já tinha desabado. O corpo de Diodina estava no quarto, coberto por entulhos. 

Vizinhos contaram que a vítima vivia na residência de seis cômodos na companhia de um filho, mas no momento do incêndio ela se encontrava sozinha. A mulher, conforme mencionaram, costumava usar velas em casa, mas a relação com o fogo ainda não está confirmada. "Quando chegamos aqui o fogo já tinha tomado toda a casa. Somente os peritos poderão dizer se há alguma relação", disse o tenente CB Lindomar Lourenço sobre o trabalho da Polícia Técnico-Científica.

A casa ficou totalmente destruída. O trabalho de rescaldo do Corpo de Bombeiros durou cerca de cinco horas. Na manhã desta quarta-feira policiais militares que estavam no local disseram que o filho da idosa estava muito descontrolado diante da tragédia porque não teve como socorrer a mãe.