A Polícia Civil (PC) deu cumprimento a mandados de prisão preventiva e de busca e apreensão, em Goiânia, contra um homem de 35 anos suspeito de aplicar golpes contra 25 alunos de uma Escola de Formação de Condutores (CFC).

Conforme a investigação, por aproximadamente oito meses o suspeito enganou as vítimas dizendo que era sócio-proprietário da empresa, indicando suas contas bancárias pessoais para recebimento de quantias relacionadas a taxas para obtenção da CNH. Ele utilizava também de uma máquina de cartão pertencente a sua própria empresa para recebimento de valores.

Com o passar do tempo, os alunos começaram a desconfiar da morosidade dos processos, quando foram surpreendidos pela informação passada pela direção da Autoescola, indicando que não possuíam cadastro no local. A partir daí, o investigado parou de atender as ligações e fugiu.

A PC descobriu que o homem estava vivendo em Senador Canedo, onde foi preso na última sexta-feira (16). Segundo a polícia, ele confessou os crimes. O celular do investigado foi apreendido para subsidiar as investigações com fontes de prova. O inquérito policial deve ser finalizado no prazo legal e encaminhado ao Poder Judiciário.