O novo ano chegou com velhos problemas preservados. Na virada para 2021 famílias tradicionais de Goiânia decidiram lançar um grito de mobilização na esperança de resguardar o acervo arquitetônico, histórico e cultural do Cemitério Santana, o mais antigo da capital e tombado pelo Município de Goiânia desde 2000. Inconformados com o descaso e o abandono, descendentes de...

Você se interessou por esta matéria?

Assinar O Popular

Você terá acesso ilimitado
a todo o conteúdo
VER PLANOS
Os comentários publicados aqui não representam a opinião do jornal e são de total responsabilidade de seus autores.

Comentários