A partir desta quarta-feira (25), os Shoppings Passeio das Águas e Flamboyant passam a contar com um “drive-thru” de vacinação. A parceria dos centros comerciais com a Prefeitura de Goiânia visa a permitir que o público-alvo da campanha tenha acesso à dose sem precisar ter contato físico com outras pessoas, já que o atual momento é de reforço à importância de manutenção do estado de isolamento social por conta do novo coronavírus (Covid-19). Os detalhes sobre o funcionamento deste novo meio de vacinação devem ser divulgados nesta terça-feira (24), mas o horário será o mesmo praticado desde esta segunda-feira (23), das 8 às 17 horas.

Além disso, a Prefeitura de Goiânia firmou, na noite desta segunda-feira, uma parceria com o governo de Goiás para ampliar o número de locais que possam ofertar as vacinas. A intenção é reduzir a quantidade de pessoas que possam ter contato com outras.

Pela manhã, o governador Ronaldo Caiado (DEM) fez duras críticas à logística do município em uma entrevista à TV Anhanguera. “Não podemos concentrar em pequenos grupos, em pequenos pontos, porque aí sim nós teremos o que exatamente não queremos, a aglomeração de idosos. É tudo que lutamos para não acontecer.” Na oportunidade, Caiado disse que a situação vista por ele no Campo do Goiás, onde as pessoas estavam próximas umas das outras, era “inaceitável, inadmissível.”

Em um batalhão da PM, no Setor Pedro Ludovico, na capital, por exemplo, uma tenda cedida pelo Exército foi montada para que sirva como base de aplicação das doses. Na parceria, a Prefeitura vai encaminhar as doses e o governo do Estado vai oferecer equipes para o trabalho. A quantidade de locais e o número de doses que serão divididas também são detalhes que devem ser finalizados nesta terça-feira.

Esta redistribuição, com a ajuda do Estado, foi decidida depois que o primeiro dia de vacinação contra a gripe saiu bem diferente do esperado. Depois dos locais terem sido transferidos dos postos de saúde para espaços mais amplos, com o objetivo de permitir maior ventilação e menor contato, centenas de pessoas escolheram o primeiro dia para buscar a imunização e causaram justamente a aglomeração de idosos, que estão no grupo de risco do novo coronavírus.

A estimativa da Secretaria Municipal de Saúde (SMS) é que 127 mil idosos e 77 mil trabalhadores da área da saúde sejam imunizados nesta campanha. Só nesta segunda-feira, 40.194 pessoas receberam a dose, sendo 33,7 mil idosos e 6,4 mil trabalhadores da saúde. Para o primeiro dia, o município havia recebido 42 mil vacinas. Nesta segunda-feira, mais 45 mil foram encaminhadas para os pontos de atendimento já na manhã. A gerente de imunização da pasta, Polyana Braga explica que os postos devem ser exclusivos para atendimento aos idosos. Para isso, parceria com hospitais e instituições hospitalares estão sendo firmadas para vacinar os profissionais de saúde.

Para diminuir as aglomerações em postos de saúde, a SMS de Goiânia realizou parcerias com a Secretaria Municipal de Educação (SME) e também com instituições privadas. A recomendação da Secretaria é para que os idosos evitem aglomerações e também respeitem o distanciamento nas filas. Em Goiânia, a vacinação também ocorrerá em locais como igrejas e escolas. Outra orientação é procurar horários alternativos e locais que possuem demanda menor.

“Como os sinais e sintomas do H1N1, do Covid-19 e de outras doenças respiratórias são semelhantes e a forma de contágio também é semelhante, o que se pretende com a campanha de vacinação é diminuir a carga dos serviços de saúde que estarão recebendo pessoas com o Covid-19. Se diminuirmos os casos de H1N1, abrimos mais possibilidades de atender covid-19, que até o momento, ainda não temos vacina. A H1N1 também é grave e leva a óbito. Temos dois meses de campanha e vamos receber esta vacina de forma parcelada”, explica a gerente de imunização.

Aparecida

Em Aparecida de Goiânia, assim como em todo o Estado, foi suspensa a vacina contra o sarampo para evitar aglomerações nos postos de saúde. Na cidade, idosos com mais de 80 anos ou que estejam acamados podem solicitar a vacina em casa pelo telefone 62 3545-5868. Idosos que estiverem apresentando sintomas de gripe devem esperar melhora no quadro de saúde para depois procurar os postos de vacinação. A segunda etapa da Campanha de Vacinação contra a Influenza, que ocorrerá de 16 de abril a 8 de maio, será destinada aos professores.