Goiânia teve mais duas mortes confirmadas pelo novo coronavírus nas últimas 24 horas e chegou, nesta quarta-feira (20), a 35 óbitos. As confirmações de pacientes infectados pelo Sars-CoV-2 passaram de 1.066 para 1.133, com 67 novos casos neste período. As pessoas que tiveram evolução e são consideradas curadas somam 437, mas este número poder ser maior, já que a Secretaria Municipal de Saúde (SMS) contabiliza apenas os casos com investigação concluída, depois de análise minuciosa de cada registro. Até agora a pasta concluiu a análise de 548 pacientes.

Se compararmos os dados desta quarta-feira com a quarta-feira da semana passada (13), a capital teve aumento de cinco mortes e 331 confirmações. A SMS ainda informou que as mulheres continuam como maioria na lista dos infectados, com 596 casos. Os homens somam 537 confirmações. Os principais sintomas ainda são tosse, febre, desconforto respiratório, dor de garganta, diarreia e dor de cabeça.

De acordo com a pasta, pessoas com idades entre 20 e 39 anos também continuam como maioria dos infectados. Até agora 479 pessoas com esta faixa etária estão na lista da SMS. Em segundo lugar aparecem as pessoas com idades entre 40 a 59 anos, com 397 registros. Em terceiro lugar, 194 pessoas com mais de 60 anos testaram positivo para o novo coronavírus. Por fim, 35 adolescentes com idades entre 10 e 19 anos e 28 crianças menores que 10 anos também tiveram a confirmação da infecção.

Dos 548 casos que já tiveram a investigação concluída, 413 não precisaram ser internados, diferente de outros 135, sendo que 84 destes em Unidades de Terapia Intensiva (UTI). Das internações, 92 foram na rede privada e 43 em leitos da rede pública. Além dos 437 curados, a SMS ainda informou que 58 seguem isolados e 18 ainda estão internados.