Goiânia tem, nesta terça-feira (4), 18.289 confirmações de pessoas que tiveram ou estão com Covid-19. De ontem para hoje o número recebeu 490 testes positivos. Ao todo, 9.483 dos infectados são mulheres e 8.8806 são homens. O total de curados é de 16.243.

A faixa etária mais afetada continua entre 20 e 39 anos, com 7.561 casos. Depois aparece entre 40 e 59 anos, com 6.371 casos e, em terceiro, as pessoas com mais de 60 anos, com 2.932. Depois aparecem jovens de 10 a 19 anos, com 628 casos e, por último, menores de 10 anos, com 307 confirmações.

Além dos curados, Goiânia tem 378 pessoas que estão internadas e 1.158 estão sendo monitoradas por equipes de saúde depois de testarem positivo e não apresentarem sintomas graves. Considerando apenas as mortes, Goiânia chegou a 510 registros de óbitos pela doença.

Ao todo, 302 vítimas são do sexo masculino e 208, do sexo feminino. A faixa etária mais vulnerável foi a de pessoas com mais de 60 anos. Até agora a capital registrou 386 mortes de pessoas idosas. Depois aparecem 98 mortes de pessoas entre 40 e 59 anos, mais 25 de pessoas entre 20 e 39 anos e uma morte de pessoa menor que 20 anos.

Os sintomas mais reclamados pelas vítimas da doença foram falta de ar, relatado por 421 pacientes. Outras 354 informaram tosse e 312 disseram que a febre incomodou. Entre as comorbidades, a cardiopatia é a mais relatada, alcançando 206 das vítimas da doença até agora.