Goiânia registrou nesta segunda-feira (14) o maior número de casos de Covid-19 em 24 horas desde o início da pandemia. A Secretaria Municipal de Saúde da capital confirmou 1.608 novos registros da doença, elevando o total a 43.564. Antes, o recorde era do dia 13 de agosto, quando foram notificadas 1.442 infecções pelo coronavírus.
Dentre os pacientes, 53% são do sexo feminino e 47% do sexo masculino. A maior parte está nas faixas etárias de 20 a 39 anos (43%), 40 a 59 anos (35%) e 60 ou mais (16%).

O boletim desta segunda-feira apontou também, 19 óbitos por Covid-19. Ao todo, a cidade acumula 1.094 mortes pela doença.

A Secretaria de Saúde aponta, ainda, o total de 41.081 pessoas recuperadas e 1.061 em acompanhamento domiciliar.

Goiás
O boletim epidemiológico divulgado nesta segunda-feira, pela Secretaria Estadual de Saúde de Goiás (SES-GO), confirmou 3.124 novas infecções por Covid-19 do último domingo para esta segunda-feira.

Com o acréscimo, o total de casos subiu para 166.448. O boletim epidemiológico confirmou mais dez mortes por Covid-19, totalizando 3.810 vítimas da doença no Estado.

A taxa de letalidade é de 2,29%. Há 225 óbitos suspeitos que estão em investigação para verificar a possível relação com o vírus e já foram descartadas para coronavírus 1.334 mortes suspeitas nos municípios goianos.

No Estado, há 215.975 suspeitas em investigação. Outros 126.161 registros já foram descartados. Por outro lado, 156.964 pessoas estão recuperadas da doença.
No Brasil, o total de casos de Covid-19 chegou a 4.349.544 e as mortes somaram 132.117.