Goiás alcançou nesta quinta-feira (22) a marca de 1.012.180 pessoas vacinadas com a segunda ou dose única contra a Covid-19.  Esse número representa aproximadamente 14,4% da população do Estado com o ciclo vacinal completo.

Com relação à primeira dose, mais de 2.803.483 vacinas foram aplicadas, o equivalente a 39,95% da população. Esses dados são preliminares e coletados no site Localiza SUS do Ministério da Saúde pela Secretaria Estadual de Saúde de Goiás (SES-GO).

Em relação às remessas de imunizantes, Goiás já recebeu 4.850.890 doses de imunizantes, sendo 1.600.180 da Coronavac, 2.508.620 da AstraZeneca, 593.190 da Pfizer e 148.900 da Janssen. Até o momento, 79,81% das doses recebidas foram aplicadas.

Conforme pactuado na Comissão Intergestores Bipartite (CIB), as Secretarias Municipais de Saúde devem registrar, de forma obrigatória, as informações sobre as vacinas administradas no módulo Covid-19 do Sistema de Informação do Programa Nacional de Imunizações (SI-PNI Covid-19).

Ciclo vacinal completo

Como ressalta o Ministério da Saúde, a eficácia do imunizante foi comprovada a partir de análises realizadas com as duas aplicações.  A pessoa que não completa o esquema vacinal fica mais vulnerável à infecção pelo coronavírus (Sars-CoV-2) do que aquela que recebeu as duas doses.

Ou seja, além de se expor ao risco de ser contaminado e adoecer, esse indivíduo não ajuda a controlar a circulação do vírus. E tem mais: a vacinação incompleta pode criar um ambiente propício para o surgimento de versões ainda mais resistentes do coronavírus.  

Passou do prazo? 

Se você se lembrou da data de retorno ou mudou de ideia sobre a importância da nova dose e perdeu o prazo, vale o dito popular “antes tarde do que nunca”. Mesmo fora do prazo, é absolutamente relevante concluir o esquema vacinal. Completar esse esquema não quer dizer reiniciar a contagem e tomar a primeira dose do imunizante novamente. Basta tomar a segunda dose e seguir a vida, tomando os cuidados necessários até que a vacina chegue no braço de todos.