Goiás registrou 96 mortes por complicações da Covid-19 nas últimas 24 horas. Os dados são do boletim diário apresentado pela Secretaria de Estado de Saúde de Goiás (SES) e revelam o quinto maior registro em apenas um dia. Desde o início da pandemia do coronavírus (Sars-CoV-2), o número de óbitos confirmados ultrapassou 96 em quatro ocasiões: 128 em 18 de agosto, 118 em 1º de setembro, 102 em 23 de julho e 101 em 28 de julho. Como há atraso nas notificações, não significa dizer que as mortes ocorreram no mesmo dia.

No total. Goiás já possui 157.180 casos confirmados da doença sendo 4.062 nas últimas 24 horas. O total de mortes já chega a 3.627 sendo 59,8% homens e 40,2% mulheres. Além disso, há 218.771 casos suspeitos em investigação e 147.250 pessoas recuperadas. A taxa de letalidade é de 2,31% e 245 óbitos suspeitos ainda estão em investigação.

No quesito idade, a maior parte das vítimas que perdeu a vida tinha mais 80 anos, com 955 registros. No geral, 75,98% das mortes em Goiás são de pessoas acima de 60 anos. Em relação às comorbidades, 1.296 possuíam doenças cardiovasculares, 1.066 diabetes, 306 tinham doenças respiratórias e 87 casos de imunossupressão.

Goiânia

A Secretaria Municipal de Goiânia divulgou nesta quinta-feira (10) a confirmação de 1.252 novos casos de coronavírus e 28 mortes em decorrência do vírus. Com o acréscimo, a capital chegou a 40.142 infecções e 1.050 óbitos. 

De acordo com os dados da SMS, a capital tem 312 pacientes internados, 1.190 isolados e em acompanhamento domiciliar e 37.590 pessoas recuperadas do vírus na cidade, o que representa 94% do total de casos confirmados. Os sintomas mais frequentes são: tosse, febre, dores de garganta, cabeça e musculares, perda de olfato e paladar, além de desconforto respiratório.