O terceiro sargento da Polícia Militar de Goiás (PM-GO), Jorlo Alves de Araújo, de 48 anos, pode ter tido a arma roubada no momento em que foi assassinado com mais de oito tiros, na noite de sexta-feira (8), em Jaraguá, cerca de 120 km de Goiânia. O executor, que estava na garupa de uma motocicleta, levou uma pochete do militar, que provavelmente continha a sua arma, s...

Você se interessou por esta matéria?

Assinar O Popular

Você terá acesso ilimitado
a todo o conteúdo
VER PLANOS

Navegue pelo assunto:

Os comentários publicados aqui não representam a opinião do jornal e são de total responsabilidade de seus autores.

Comentários