São Paulo - Andreas von Richthofen filho de Manfred e Marísia Richthofen, assassinado em 2002, a pedido de sua irmã, Suzane, em conversa exclusiva com a Rádio Estadão, quebrou o silêncio após 12 anos e defendeu o pai das acusações de que o ex-funcionário da Desenvolvimento Rodoviário S. A. (Dersa) teria desviado dinheiro da estatal. Sob o argumento de que precisa...

Você se interessou por esta matéria?

Assinar O Popular

Você terá acesso ilimitado
a todo o conteúdo
VER PLANOS
Os comentários publicados aqui não representam a opinião do jornal e são de total responsabilidade de seus autores.

Comentários