Em Terezópolis de Goiás, município às margens da BR-153, a 33 quilômetros de Goiânia, 140 famílias estão ameaçadas de despejo depois de invadirem, em dezembro do ano passado, um loteamento público destinado a abrigar pessoas de baixa renda. O residencial Maria Pires Perillo foi lançado há oito anos e permaneceu vazio. Com a pandemia da Covid-19, dezenas de famílias que...

Você se interessou por esta matéria?

Assinar O Popular

Você terá acesso ilimitado
a todo o conteúdo
VER PLANOS
Os comentários publicados aqui não representam a opinião do jornal e são de total responsabilidade de seus autores.

Comentários