Falta de cobertura contratual dos planos de saúde para especialidades necessárias, indicação de profissionais sem a devida especialização e limitação de carga horária para o tratamento são alguns dos problemas enfrentados por famílias de crianças com Transtorno do Espectro do Autismo (TEA) em Goiás. Conhecido popularmente como autismo, a condição exige diagnóstico pre...

Você se interessou por esta matéria?

Assinar O Popular

Você terá acesso ilimitado
a todo o conteúdo
VER PLANOS
Os comentários publicados aqui não representam a opinião do jornal e são de total responsabilidade de seus autores.

Comentários