A família de Danilo de Sousa Silva, de 7 anos, que foi encontrado morto nesta segunda-feira (27) a 100 metros da casa em que morava no Setor Parque Santa Rita, em Goiânia, depois de passar uma semana desaparecido, diz que não sabia do envolvimento de Reginaldo Lima Santos, de 33 anos, padrasto do garoto, no crime. “Queremos que ele fique preso e vamos até o fim atrás d...

Você se interessou por esta matéria?

Assinar O Popular

Você terá acesso ilimitado
a todo o conteúdo
VER PLANOS
Os comentários publicados aqui não representam a opinião do jornal e são de total responsabilidade de seus autores.

Comentários