A família de um comerciante, de 30 anos, morto a tiros na tarde de sábado (14), no Setor Vila Morais, em Goiânia, afirma que ele foi vitimado por motivo fútil e banal por um homem que lhe vendeu uma motocicleta. Ao contrário do que foi obtido preliminarmente pela Polícia Civil de Goiás, que informou que testemunhas relataram a existência de uma discussão por dívida, familiares...

Você se interessou por esta matéria?

Assinar O Popular

Você terá acesso ilimitado
a todo o conteúdo
VER PLANOS
Os comentários publicados aqui não representam a opinião do jornal e são de total responsabilidade de seus autores.

Comentários