A família do adolescente Thiago Araújo Souza, de 12 anos, morto no ano passado em Luziânia depois de ficar preso na porta do ônibus escolar em que o pai trabalhava, poderá receber o seguro de Danos Pessoais por Veículos Automotores Terrestres (DPVAT). A decisão é da titular do Juizado Especial Cível de Luziânia, juíza Soraya Fagury Brito que julgou procedente o pedido d...

Você se interessou por esta matéria?

Assinar O Popular

Você terá acesso ilimitado
a todo o conteúdo
VER PLANOS
Os comentários publicados aqui não representam a opinião do jornal e são de total responsabilidade de seus autores.

Comentários