A falta de um equipamento, que permite fazer uma espécie de raio X na revista para entrar em prisões, facilitou a entrada de explosivos no presídio de Trindade, Região Metropolitana de Goiânia. Vinte detentos fugiram explodindo a parede da unidade no último domingo. No momento havia sete agentes penitenciários no local e 441 presos, sendo que a unidade possui vagas pa...

Você se interessou por esta matéria?

Assinar O Popular

Você terá acesso ilimitado
a todo o conteúdo
VER PLANOS
Os comentários publicados aqui não representam a opinião do jornal e são de total responsabilidade de seus autores.

Comentários