A Polícia Civil de Goiás investiga um suposto estelionato envolvendo Gabrielle Cristina Lima Canuto, de 32 anos. A mulher que se apresentava na capital como enfermeira, entregava às unidades de saúde um diploma de graduação da Universidade Salgado de Oliveira (Universo) e outro de pós-graduação pela Faculdade Unida de Campinas (FacUnicamps), ambos falsificados. O caso i...

Você se interessou por esta matéria?

Assinar O Popular

Você terá acesso ilimitado
a todo o conteúdo
VER PLANOS
Os comentários publicados aqui não representam a opinião do jornal e são de total responsabilidade de seus autores.

Comentários