O Instituto Médico Legal (IML) realiza, na manhã desta terça-feira (28), exames para comprovar se o corpo de uma criança encontrado na tarde desta segunda-feira (27) é de Danilo de Souza Silva, de 7 anos. Segundo informações iniciais, o resultado pode ficar pronto ainda nesta tarde. Danilo desapareceu há uma semana, no dia 21 de julho, quando saiu para ir à casa da avó, mas nunca chegou. Nesta segunda, um corpo em estado de decomposição foi localizado por cães farejadores do Corpo de Bombeiros a 100 metros da residência da criança.

Ainda não há informações sobre as causas da morte, bem como autoria do crime. Um ponto que instigou a equipe da Delegacia de Proteção à Criança e ao Adolescente (DPCA) é que o local onde o corpo foi localizado já havia sido verificado. A polícia apura, portanto, quando o menino teria sido deixado lá. A suspeita é que seja mesmo de Danilo, já que não há registros de outra criança desaparecida. Ainda assim, a titular da DPCA, Ana Elisa Gomes afirmou que só dará mais declarações após a identificação finalizada.

O garoto foi achado por volta das 14 horas desta segunda-feira (27). Depois de informada a DPCA, foi realizada a perícia e o corpo foi retirado do local por volta das 18 horas. A família acredita que possa realmente se tratar de Danilo. Logo depois de comunicada, a tia de Danilo, Yala Almeida disse que não querer acreditar, mas confirma que a mãe da criança disse que a roupa do corpo encontrado é semelhante à que ele usava, uma camiseta branca e shorts jeans.

As investigações continuam e a perícia também deverá informar se o garoto sofreu algum tipo de violência, além da causa da morte. A polícia tem depoimentos e imagens de câmeras de segurança, mas não deu detalhes se existem suspeitos. A delegada Ana Elisa Gomes afirmou que após a identificação do corpo deverá ser realizada uma entrevista coletiva para falar sobre o caso.

Imagens

A DPCA recebeu imagens de um menino em um restaurante na região do Terminal do Dergo, em Goiânia, com características similares às de Danilo. Os funcionários do estabelecimento disseram ter perguntado o nome do menino e ele disse que se chamava Danilo. Teria também confirmado a idade. Os vídeos, capturados no sábado (25) foram mostrados aos avós do menino, que não o identificaram.

Inicialmente, moradores relataram terem visto a criança no bairro vizinho, o Residencial Solar Bougainville, no dia do desaparecimento. A família disse que chegaram informações sobre dois outros bairros: Santa Fé e Grajaú, na sexta-feira (24). A família procurou, mas não encontrou pistas do menino.