Reginaldo Lima Santos, padrasto de Danilo de Sousa Silva, de 7 anos, que foi assassinado após desaparecer no Parque Santa Rita, em Goiânia, diz que é inocente. Ele foi preso na tarde desta sexta-feira (31) por envolvimento na morte do garoto e encaminhado à Delegacia Estadual de Investigações de Homicídios (DIH), no Setor Cidade Jardim, em Goiânia. Na chegada, ele afirmou:...

Você se interessou por esta matéria?

Assinar O Popular

Você terá acesso ilimitado
a todo o conteúdo
VER PLANOS
Os comentários publicados aqui não representam a opinião do jornal e são de total responsabilidade de seus autores.

Comentários