Após nove anos da implantação da lei que regulamenta a gestão de resíduos sólidos no Brasil, Goiás, assim como a maioria dos Estados do País, ainda está longe do ideal, é o que afirma o coordenador da Área de Meio Ambiente e do Consumidor do CAO, do Ministério Público de Goiás (MP-GO), Delson Leone Júnior. “Quase uma década se passou e o Estado avançou muito pouco. A ...

Você se interessou por este conteúdo?

Seja nosso convidado.

É só usar as chaves para abrir até
5 conteúdos por mês.
QUERO ASSINAR
Os comentários publicados aqui não representam a opinião do jornal e são de total responsabilidade de seus autores.

Comentários