A lei que cria a Diretoria-Geral de Administração Penitenciária, novo órgão responsável pela gestão dos presídios de Goiás, permite que o próprio Estado realize transferências de presos sem necessidade de decisão judicial para isso. A medida gerou polêmica no meio jurídico, já que alguns especialistas interpretam que ela vai contra a Lei de Execução Penal (LEP), de âmbit...

Você se interessou por esta matéria?

Assinar O Popular

Você terá acesso ilimitado
a todo o conteúdo
VER PLANOS
Os comentários publicados aqui não representam a opinião do jornal e são de total responsabilidade de seus autores.

Comentários