Apesar de aumentar a oferta de leitos de Unidade de Terapia Intensiva (UTI) no combate à infecção pelo coronavírus (Sars-CoV-2), o governo estadual alerta que a apenas a abertura de mais unidades para o tratamento de pacientes críticos não é suficiente para conter a segunda onda da Covid-19 em Goiás.Médicos também afirmam que apenas a abertura de leitos não é suficie...

Você se interessou por esta matéria?

Assinar O Popular

Você terá acesso ilimitado
a todo o conteúdo
VER PLANOS

Navegue pelo assunto:

Os comentários publicados aqui não representam a opinião do jornal e são de total responsabilidade de seus autores.

Comentários