O presidente da Associação dos Oficiais da Polícia Militar, tenente-coronel Ubiratan Régis de Jesus Júnior, classificou a segunda fase da Operação Sexto Mandamento como pirotecnia da Polícia Federal em represália às representações protocoladas pela Frente Parlamentar de Segurança Pública no Conselho Nacional de Justiça, no Conselho Nacional do Ministério Público e no Mi...

Você se interessou por este conteúdo?

Seja nosso convidado.

É só usar as chaves para abrir até
5 conteúdos por mês.
QUERO ASSINAR
Os comentários publicados aqui não representam a opinião do jornal e são de total responsabilidade de seus autores.

Comentários