Após dez meses de investigação, a operação “Parálysis” foi deflagrada nessa quinta-feira (16) pela Polícia Civil (PC) em Luziânia. Uma empresária de 41 anos foi presa na cidade suspeita de fraudar por pelo menos 16 vezes o seguro DPVAT, causando um prejuízo de R$ 220 mil ao sistema de seguro obrigatório. Segundo a PC, a suspeita possui uma empresa de eventos e usav...

Olá, esta matéria é exclusiva para assinantes.

Não sou Assinante.

Para ler a matéria você pode usar as chaves de convidado e desbloquear o conteúdo.
QUERO ASSINAR
Os comentários publicados aqui não representam a opinião do jornal e são de total responsabilidade de seus autores.

Comentários