Um bebê de dez meses voltará a morar com o casal que o acolheu em uma adoção “à brasileira” (que é proibida e não segue exigências legais) em Valparaíso de Goiás, a 188 km de Goiânia. A decisão do juiz substituto em segundo grau Fábio Cristóvão Faria determine que ele fique com a família afetiva até o fim do processo, que corre em sigilo judicial.O caso começou depoi...

Você se interessou por este conteúdo?

Seja nosso convidado.

É só usar as chaves para abrir até
5 conteúdos por mês.
QUERO ASSINAR
Os comentários publicados aqui não representam a opinião do jornal e são de total responsabilidade de seus autores.

Comentários