A jovem de Goianésia, no Vale do São Patrício, diagnosticada com Síndrome de Haff, também conhecida como doença da “urina preta” segue internada da Unidade de Terapia Intensiva de um hospital particular de Goiânia. A Secretaria de Saúde do município informou que a mulher começou a apresentar sintomas no dia 24 de junho depois de comer peixe cru. O estado dela é grave, mas a paciente reage bem ao tratamento.  De acordo com ofício da SMS de Goianésia, enviado à rede de saúde da cidade, a...

Você se interessou por esta matéria?

Assinar O Popular

Você terá acesso ilimitado
a todo o conteúdo
VER PLANOS
Os comentários publicados aqui não representam a opinião do jornal e são de total responsabilidade de seus autores.

Comentários