O fim da primavera de 2015 em Katmandu, capital do Nepal, floria de um jeito mais bonito no coração de Eduardo Veríssimo. Solteiro e aos 37 anos, o homem alimentava dentro de si o desejo de ser pai desde sua adolescência, e encontrou no país a oportunidade de ter seus filhos via barriga de aluguel - sem uma companheira. Ele viajou até lá para o processo de fertilização i...

Você se interessou por este conteúdo?

Seja nosso convidado.

É só usar as chaves para abrir até
5 conteúdos por mês.
QUERO ASSINAR
Os comentários publicados aqui não representam a opinião do jornal e são de total responsabilidade de seus autores.

Comentários