Os soldados da Polícia Militar do Estado de Goiás (PM-GO) Igor Francisco de Barros Fleury e João Pedro Borges Lindolfo foram presos preventivamente nesta sexta-feira (21) por suspeita de tortura e ocultação de cadáver. Os mandados de prisão foram cumpridos em Goiânia e Abadiânia. A dupla ainda estava em formação - eram alunos soldados - quando teria se envolvido na a...

Você se interessou por este conteúdo?

Seja nosso convidado.

É só usar as chaves para abrir até
5 conteúdos por mês.
QUERO ASSINAR
Os comentários publicados aqui não representam a opinião do jornal e são de total responsabilidade de seus autores.

Comentários