O diretor de futebol do Atlético Clube Goianiense  (ACG), Ádson Batista, voltou a afirmar, assim como outros membros do Atlético que já prestaram depoimento, que o clube não tem ligação com o assassinato do cronista esportivo Valério Luiz. O dirigente prestou depoimento na Delegacia de Homicídios (DIH), na tarde desta sexta-feira (31).  Nesta semana...

Você se interessou por este conteúdo?

Seja nosso convidado.

É só usar as chaves para abrir até
5 conteúdos por mês.
QUERO ASSINAR
Os comentários publicados aqui não representam a opinião do jornal e são de total responsabilidade de seus autores.

Comentários