Suspensa cobrança milionária da Iquego

O juiz Jesus Crisóstomo de Almeida, da 2ª Vara Federal Cível em Goiás, concedeu tutela provisória de urgência suspendendo liminarmente a cobrança feita pelo Ministério da Saúde de mais de R$ 6,7 milhões referentes a convênio firmado em 2006 para aquisição de 45 equipamentos e materiais permanentes…

Você se interessou por este conteúdo?

Seja nosso convidado.

É só usar as chaves para abrir até
5 conteúdos por mês.
QUERO ASSINAR
Os comentários publicados aqui não representam a opinião do jornal e são de total responsabilidade de seus autores.

Comentários