Justiça julga improcedente ação contra Fátima Mrue

O juiz José Proto de Oliveira, da 4ª Vara da Fazenda Pública Municipal, decidiu que não houve omissão da secretária Municipal de Saúde de Goiânia, Fátima Mrue, na prestação dos serviços de saúde bucal, e afastou o pedido de improbidade administrativa feito pelo Ministério Público de Goiás…

Você se interessou por este conteúdo?

Seja nosso convidado.

É só usar as chaves para abrir até
5 conteúdos por mês.
QUERO ASSINAR
Os comentários publicados aqui não representam a opinião do jornal e são de total responsabilidade de seus autores.

Comentários