Um esquema de emissão de certificados de cursos sequenciais, equivalentes ao ensino superior, foi desbaratado nesta terça-feira (3) em Goiás pela Polícia Civil e cerca de 13 mil diplomas serão investigados. Isso porque, parte deles era gerada de forma irregular, já que “alunos” não compareciam às aulas e mesmo assim recebiam o documento de conclusão (veja quadro). D...

Você se interessou por esta matéria?

Assinar O Popular

Você terá acesso ilimitado
a todo o conteúdo
VER PLANOS
Os comentários publicados aqui não representam a opinião do jornal e são de total responsabilidade de seus autores.

Comentários