O índice de depreciação de veículos automotores, calculado pela coluna 36 da Fundação Getúlio Vargas (FGV), é o que mais impactou no cálculo do reajuste da tarifa do transporte coletivo da região metropolitana de Goiânia. A variação entre os valores de novembro de 2018 e novembro de 2019 chegou a 4,1153%, sendo o maior entre os índices utilizados pela Companhia Metro...

Você se interessou por esta matéria?

Assinar O Popular

Você terá acesso ilimitado
a todo o conteúdo
VER PLANOS
Os comentários publicados aqui não representam a opinião do jornal e são de total responsabilidade de seus autores.

Comentários