Foi adiado o depoimento da estudante Shara Leal Cardoso, de 12 anos, sobrevivente e principal testemunha da tragédia que resultou na morte de três garotas arrastadas pela enxurrada, na sexta-feira (21) , em Aparecida de Goiânia. Segundo a delegada Ana Lívia, titular da Delegacia de Proteção a Criança e ao Adolescente (DPCA), o depoimento ficará para depois. A pedido da família a jovem aditou o depoimento para ter uma consulta psicológica.