Atualizada às 12h53. Na noite deste domingo (28), a Defensoria Pública do Estado de Goiás (DPE-GO) protocolou um ação civil pública (ACP) para suspender por sete dias os efeitos dos três últimos decretos municipais, que flexibilizaram as atividades produtivas em Goiânia. O motivo da ação é o índice de ocupação dos leitos de UTI que atingiu 96%. 🔘 Acesso o nos...

Você se interessou por esta matéria?

Assinar O Popular

Você terá acesso ilimitado
a todo o conteúdo
VER PLANOS
Os comentários publicados aqui não representam a opinião do jornal e são de total responsabilidade de seus autores.

Comentários