O enxugamento de custos da Metrobus, detentora da principal linha do sistema de transporte coletivo da região metropolitana de Goiânia, o Eixo Anhanguera, chegou ao bolso dos servidores, que perderam benefícios que tinham a mais em relação a outros servidores de concessionárias privadas do sistema. Com a decisão da estatal, que fechou 2018 com prejuízo acumulado de R$...

Você se interessou por este conteúdo?

Seja nosso convidado.

É só usar as chaves para abrir até
5 conteúdos por mês.
QUERO ASSINAR
Os comentários publicados aqui não representam a opinião do jornal e são de total responsabilidade de seus autores.

Comentários