O crime já tem 30 anos, mas ainda é alvo de comentários por moradores de Abadiânia, cidade a 90 quilômetros de Goiânia. Em setembro de 1988, o então sargento da reserva Francisco Borges de Siqueira, conhecido como “Borjão”, foi assassinado com dois tiros na cabeça dentro de seu carro no estacionamento da Casa Dom Inácio de Loyola. O espaço é onde o médium João Teixeira d...

Olá, esta matéria é exclusiva para assinantes.

Não sou Assinante.

Para ler a matéria você pode usar as chaves de convidado e desbloquear o conteúdo.
QUERO ASSINAR
Os comentários publicados aqui não representam a opinião do jornal e são de total responsabilidade de seus autores.

Comentários