A espera por uma cirurgia cardíaca é a preocupação de pelo menos 10 famílias em Goiás que têm os filhos em uma fila para o procedimento, cuja previsão para se efetivar não existe. O número frio da Regulação da Secretaria Municipal (SMS) de Goiânia, que concentra a relação de todo o Estado, obtido pela reportagem na manhã desta quarta-feira (6), não dá a dimensão da a...

Você se interessou por este conteúdo?

Seja nosso convidado.

É só usar as chaves para abrir até
5 conteúdos por mês.
QUERO ASSINAR
Os comentários publicados aqui não representam a opinião do jornal e são de total responsabilidade de seus autores.

Comentários