Na terça-feira (28), a Defensoria Pública do Estado de Goiás (DPE-GO) recomendou aos sindicatos dos setores de comércio de bens, serviços e turismo que orientem as empresas a flexibilizarem a jornada de trabalho daqueles funcionários que são responsáveis legais por crianças e adolescentes de até 17 anos. A orientação teria validade enquanto durasse o estado de calamidade p...

Você se interessou por esta matéria?

Assinar O Popular

Você terá acesso ilimitado
a todo o conteúdo
VER PLANOS
Os comentários publicados aqui não representam a opinião do jornal e são de total responsabilidade de seus autores.

Comentários