A Polícia Civil investiga uma série de contratos celebrados entre 2011 e 2018 pela Agência Goiana de Transportes e Obras (Agetop), atual Agência Goiana de Infraestrutura e Transportes (Goinfra). A ação é resultado de um relatório elaborado por uma força-tarefa da Procuradoria Geral do Estado, que após quatro meses de análise de documentação apontou suspeitas de fraudes, com...

Você se interessou por este conteúdo?

Seja nosso convidado.

É só usar as chaves para abrir até
5 conteúdos por mês.
QUERO ASSINAR
Os comentários publicados aqui não representam a opinião do jornal e são de total responsabilidade de seus autores.

Comentários