Quem procurou pelas contas de Sara Giromini, conhecida como Sara Winter, no Instagram e Youtube, nesta terça-feira (18), não as encontrou. Os perfis saíram do ar um dia após a Justiça do Espírito Santo determinar a exclusão das postagens em que ela divulgava dados de uma menina, de 10 anos, estuprada pelo tio e que teve que passar por um aborto legal em Pernambuco. Já na seg...

Você se interessou por esta matéria?

Assinar O Popular

Você terá acesso ilimitado
a todo o conteúdo
VER PLANOS
Os comentários publicados aqui não representam a opinião do jornal e são de total responsabilidade de seus autores.

Comentários