Vidros de portas e janelas quebrados e excesso de lixo e poeira expostos no Centro de Atenção Integral à Saúde (Cais) no Setor Garavelo, em Aparecida de Goiânia, estão entre os problemas que fizeram a Superintendência Regional de Trabalho e Emprego em Goiás (SRTE-GO) declarar, ontem, a interdição da unidade. Apesar de o Conselho Regional de Enfermagem em Goiás (Core...

Você se interessou por esta matéria?

Assinar O Popular

Você terá acesso ilimitado
a todo o conteúdo
VER PLANOS
Os comentários publicados aqui não representam a opinião do jornal e são de total responsabilidade de seus autores.

Comentários