Com mais 45 confirmações nas últimas 24 horas, Goiânia chega a 1.066 casos do novo coronavírus. As mortes pela infecção do vírus Sars-CoV-2 chegaram a 33, três a mais do que o número informado no boletim divulgado na segunda-feira (18). A pasta ainda divulgou que os casos curados somam 413 até agora. Outras 57 pessoas seguem em isolamento e 18 ainda estão internadas.

Segundo a Secretaria Municipal de Saúde (SMS) de Goiânia, mulheres ainda são maioria dos infectados, com 567 casos. Já os homens têm 499 registros. A faixa etária mais afetada até o momento é entre 20 e 39 anos, com 445 casos, o que representa 42% do total.

Depois o boletim apresenta 376 registros para a faixa entre 40 e 59 anos, o que significa 35% do total. Em terceiro lugar aparecem as pessoas com mais de 60 anos, que já contam com 188 confirmações, representando 18% do total.

Considerando todos os casos, a SMS informou que 684 não eram trabalhadores da saúde, diferente de outros 308 que prestam algum tipo de atendimento sanitário. Os mais infectados entre esses profissionais são os técnicos de enfermagem, médicos e enfermeiros, respectivamente.

A SMS também informa que a pasta investiga caso a caso. Dos 1.066 casos, 521 já tiveram essa apuração concluída. Verificou-se que 388 infectados não precisaram de internação, diferente de outros 133 que passaram alguns dias em unidades de saúde, sendo que 81 deles em Unidades de Terapia Intensiva (UTIs). A maior parte dos leitos usados é da rede privada, com 91 registros. Outros 42 pacientes foram internados em leitos da rede pública.