Goiás tem, na tarde desta segunda-feira (29), 23.317 confirmações do novo coronavírus, com acréscimo de 1.180 casos nas últimas 24 horas. Considerando o total de pessoas infectadas, 437 se referem a mortes causadas pelo vírus Sars-CoV-2, 2 a mais do que o divulgado no último boletim. O Estado ainda tem 57.359 suspeitas em investigação, sendo que outros registros 28.294 já foram descartados.

Além dos 437 óbitos confirmados de Covid-19 em Goiás até o momento, a Secretaria Estadual de Saúde de Goiás (SES-GO) informou que ainda existem 43 mortes suspeitas que estão em investigação para identificação da possível relação com o vírus. Além disso, já foram descartadas 419 mortes suspeitas nos municípios goianos.

Das pessoas que testaram positivo para o novo coronavírus em Goiás, 11.206 são mulheres e 12.111 são homens. Segundo a pasta, 1.332 informaram ter algum tipo de problema cardiovascular, outras 914 disseram ter diabetes, 583 relataram algum problema respiratório e 171 algum tipo de situação que causa alteração severa na imunidade.

A faixa etária mais afetada pela infecção ainda é a que fica entre 30 e 39 anos, com 6.363 casos. Em seguida aparece a faixa entre 20 e 29 anos, com 5.246 confirmações. Em terceiro, 40 a 49 anos, com 4.805 casos. Em seguida, 50 a 59 anos, com 2.918 casos e, depois, 60 a 69 anos, com 1.449 testes positivos. Depois aparecem idosos com idades entre 70 e 79 anos, com 756 casos, em seguida são os adolescentes, com idades entre 15 e 19 anos, com 552 confirmações. Na sequência aparecem crianças menores de 10 anos, com 499 testes positivos e depois maiores de 80 anos, com 453. Os menos afetados são as crianças e adolescentes entre 10 e 14 anos, com 276 testes positivos. 

Das 246 cidades goianas, quatro ainda seguem sem casos suspeitos ou confirmados: Baliza, Guarinos, Uirapuru e Novo Planalto. Em 33 cidades ainda existem apenas suspeitas e nas outras 209 há casos confirmados da infecção pelo novo coronavírus.