A partir desta quarta-feira (14), as atividades comerciais em Goiânia terão duas horas a menos de funcionamento por dia e poderão abrir apenas de segunda a sexta. O novo decreto municipal para a contenção da pandemia de Covid-19, que deverá ser oficializado ainda nesta terça-feira (13), traz como regra o funcionamento dos comércios em geral das 10h às 16h. Nos últimos 14 dias a abertura se dava das 9h às 17h. Além disso, não haverá funcionamento aos sábados e domingos, assim como de bares, restaurantes e shoppings.

As informações constam na apresentação que a Prefeitura concedeu aos representantes do setor empresarial em reunião no Paço Municipal no início da tarde desta terça-feira (13). O documento oficial será divulgado ainda hoje, às 18h, em videoconferência junto ao governador Ronaldo Caiado (DEM). Após isso, o prefeito Rogério Cruz (Republicanos), concederá entrevista coletiva para tirar dúvidas sobre as mudanças. Não estão descartadas novas alterações até este anúncio oficial.

Aos finais de semana, terão autorização para funcionar em Goiânia apenas as atividades consideradas como essenciais e as igrejas. As atividades de serviços, entre segunda e sexta, manterão os horários de funcionamento atuais (12h às 20h). Enquanto os bares e restaurantes terão uma hora a menos (das 11h às 22h) e não há mais a possibilidade de música ao vivo no local. Nas últimas duas semanas, a Prefeitura havia permitido apresentação do tipo voz e violão, com no máximo dois integrantes.

Outra mudança será no horário de funcionamento dos shoppings centers, galerias e centros comerciais. Até então, esses locais poderiam abrir das 10h às 22h, mas a partir de quarta-feira (14) o fechamento terá de ocorrer às 16h, mantendo a hora de abertura. A princípio, a limitação de funcionamento aos finais de semana também vai atingir as feiras livres e especiais, que poderão funcionar de segunda a sexta dentro dos protocolos sanitários.