Há exato um ano, no intervalo para a última aula, alunos do 8º ano do Colégio Goyases, estabelecimento de ensino privado localizado na região Leste de Goiânia, foram surpreendidos por tiros desferidos por um colega de apenas 14 anos que levou para a escola a arma da mãe, uma policial militar. A tragédia que deixou dois adolescentes mortos e quatro feridos acarretou dores...

Você se interessou por esta matéria?

Assinar O Popular

Você terá acesso ilimitado
a todo o conteúdo
VER PLANOS
Os comentários publicados aqui não representam a opinião do jornal e são de total responsabilidade de seus autores.

Comentários