"Eles tiram a carteira, estudam, mas não têm a mínima noção dessa parte". É assim que o gestor de Tecnologia da Informação Rodrigo Rodrigues resume sua rotina diária de enfrentar o trânsito de Goiânia com uma bicicleta. Desde 2013, ele substituiu o carro pela bike para ir e voltar do trabalho. O trajeto de quase 20 km passa pela obra paralisada do BRT Norte-Sul, que se...

Olá, esta matéria é exclusiva para assinantes.

Não sou Assinante.

Para ler a matéria você pode usar as chaves de convidado e desbloquear o conteúdo.
QUERO ASSINAR
Os comentários publicados aqui não representam a opinião do jornal e são de total responsabilidade de seus autores.

Comentários