O chacareiro Elmi Caetano Evangelista, de 73 anos, segue há 16 dias preso acusado de ajudar Lázaro Barbosa de Sousa, de 32, a escapar do cerco policial que se montou em Cocalzinho de Goiás desde que foi identificado como suspeito pela morte de uma família em Ceilândia. Até o momento, apesar de a polícia ainda investigar a existência de uma suposta rede de apoio, ele é...

Você se interessou por esta matéria?

Assinar O Popular

Você terá acesso ilimitado
a todo o conteúdo
VER PLANOS
Os comentários publicados aqui não representam a opinião do jornal e são de total responsabilidade de seus autores.

Comentários