Um casal de idosos com uma série de complicações de saúde se curou da Covid-19 e recebeu alta de um hospital de Goiânia nesta segunda-feira (25). Cirsa Pimentel Machado, de 67 anos, e Edgar Batista Machado, de 72, ficaram em tratamento na Unidade de Terapia Intensiva (UTI) de uma unidade de saúde no Jardim América por duas semanas, mas em alas separadas. Hoje, puderam ir para casa juntos.

A contaminação de Cirsa e Edgar teria acontecido em uma festa em comemoração pelo fato de um dos quatro filhos deles, Edmar, ter recebido alta de outro hospital após sofrer um acidente ao andar de bicicleta com amigos. Na confraternização, a família inteira tirou as máscaras e Edmar distribuiu abraços e retribuiu o carinho dos pais, irmãos, filhos e netos.

Dois dias depois, a família inteira apresentou sintomas de gripe, porém, no casal de idosos a situação se agravou. Cirsa começou a ter febre e uma das filhas a levou ao pronto-socorro. Chegando lá, foram constatadas manchas no pulmão e a idosa precisou ser internada. Com o agravamento da situação, no dia 6 de maio, foi transferida para a UTI do Hospital Promed. Edgar foi internado na UTI no dia 10.

Cirsa é hipertensa, tem problemas cardíacos e doença renal crônica. Edgar também é hipertenso, possui problemas no coração e deficiência auditiva. Além disso, é ex-fumante.

Como as visitas para pacientes diagnosticados com o novo coronavírus estão proibidas, a família recebia as informações por telefone, todos os dias às 16h. O tratamento do casal foi complicado, e foi necessário até o uso do respirador. Com a alta recebida nesta segunda-feira (25), a equipe do hospital preparou uma comemoração pelo retorno para casa.

 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 

Uma publicação compartilhada por O Popular (@jornal_opopular) em

Apesar de aposentados, Cirsa e Edgar fazem alguns bicos ocasionais. Ela, às vezes trabalha como salgadeira, e ele, como soldador. São pais de 4 filhos, 10 netos e 5 bisnetos. Inclusive, o bisneto caçula nasceu enquanto estavam internados.

Edna, filha do casal, ressalta a alegria da família por, em breve, poder reencontrar os idosos. “A nossa família é grande e muito unida. Estamos todos contando os dias para encontrarmos com eles novamente. Nesse período que eles estiveram internados, recebemos carinho de todas as partes, inclusive dos nossos amigos que moram fora do Brasil”, disse, emocionada.